O meu corpo descansará na esperança



O meu corpo descansará na esperança

O meu corpo descansará (Ant. 2)

O meu corpo descansará na esperança.

1. Defendei-me, Senhor; Vós sois o meu refúgio;
Digo ao Senhor: “Vós sois o meu Deus, / sois o meu único bem”.
Para os santos da terra, admiráveis em seu poder,
vai todo o meu afecto.

2. Os que seguem deuses estranhos
redobrem as suas penas.
Não serei eu a fazer-lhes libações de sangue,
nem a invocar seus nomes com meus lábios.

3. Senhor, porção da minha herança e do meu cálice,
está nas vossas mãos o meu destino.
Couberam-me em partilha terras aprazíveis:
muito me agrada a minha sorte.

4. Bendigo o Senhor por me ter aconselhado,
até de noite me inspira interiormente.
O Senhor está sempre na minha presença,
com Ele a meu lado não vacilarei.

5. Por isso o meu coração se alegra e a minha alma exulta
e até o meu corpo descansa tranquilo.
Vós não abandonareis a minha alma na mansão dos mortos,
nem deixareis o vosso fiel sofrer a corrupção.

6. Dar-me-eis a conhecer os caminhos da vida,
alegria plena em vossa presença,
delícias eternas
à vossa direita.

[restrict userlevel=’subscriber’]O meu corpo descansara - m luis
[/restrict]

Sem áudio disponível.


Autor: Sl 15 (16) / M. Luís
Sugerido para: Antífona, Completas, Defuntos, Ofício

Sem áudio disponível