Lentamente o Sol se apaga



Lentamente o Sol se apaga

A. Cartageno

1. Lentamente o sol se apaga / Nos campos, montes e mares,
Mas deixa-nos a promessa / De renascer cada dia.

2. Em Vós, Senhor, admiramos / A divina providência
Que tanto regula as sombras / Como a luz dos tempos vários.

3. Cheios de fé e de esperança, / Caminhamos no esplendor
Da luz que o Verbo nos trouxe / Da glória do eterno Pai.

4. Ele é o sol infinito / Que ilumina a terra inteira
E prepara para as almas / As alegrias eternas.

5. À Santíssima Trindade / Novo cântico se eleve,
Cada vez mais alto e puro / Pelos séculos dos séculos.

Sem áudio disponível