Em paz me deito (Ant. 1)



Em paz me deito (Ant. 1)

M. Luís

Em paz me deito e adormeço tranquilo.
Em paz me deito e adormeço tranquilo.

1. Quando Vos invocar, ouvi-me, ó Deus de justiça,
Vós que na tribulação me tendes protegido,
compadecei-Vos de mim
e ouvi a minha súplica.

2. Até quando, ó homens, sereis duros de coração?
Porque amais a vaidade e procurais a mentira?
Sabei que o Senhor faz maravilhas pelos seus amigos;
o Senhor me atende quando O invoco.

3. Tremei e não pequeis,
no silêncio dos vossos leitos falai ao vosso coração.
Oferecei sacrifícios de justiça
e confiai no Senhor.

4. Muitos dizem: “Quem nos fará felizes?”
Fazei brilhar sobre nós, Senhor, a luz da vossa face.

5. Dais ao meu coração uma alegria maior
do que a deles na abundância de trigo e vinho.
Em paz me deito e adormeço tranquilo,
porque só Vós, Senhor, me fazeis repousar em segurança.

Sem áudio disponível