01º Domingo

01º Domingo
Ano C
Advento




VER LEITURAS

Entrada

A vós elevo a minha alma de F. Fernandes


A Vós Senhor elevo a minha alma de F. Santos


Abri as portas de C. Silva


Abri de par em par de C. Silva


Cantai louvai de M. Silva


Cristo dará a liberdade de C. Erdozain


Cristo é caminho de Desconhecido


Deus está diante do homem de F. Santos


Eis o caminho de A. Cartageno


És Senhor minha força de A. Espinosa


Estai preparados de F. Santos


Já se ouvem nossos passos / Igreja reunida de J. L. Coelho


No fim dos tempos de J. P. Martins


Para Vós Senhor elevo a minha alma de F. Santos


Senhor vinde salvar-nos de J. P. Martins


Vem vem Senhor depressa de Espiritual negro





Para usufruir de todas as funcionalidades, deve iniciar a sessão.
O registo no Laudate é gratuito.

Salmo Responsorial

Em Vós Senhor de F. Santos


Para Vós Senhor elevo de M. Luís


Apresentação dos Dons

Cristo dará a liberdade de C. Erdozain


Da minha alma brotou belo poema de R. Jefferson


Manifestai o vosso poder de B. Sousa


O povo jaz de Espiritual negro


Quando te encontro / O Bom Pastor de Baixo Alentejo / A. Aparício e A. Cartageno


Uma voz clama no deserto de J. P. Martins


Comunhão

Buscai o alimento de M. Luís


Cantarei ao Senhor enquanto viver de C. Silva


Como o veado anseia de M. Luís


Como suspira o veado de F. Lapa


Eis o caminho de A. Cartageno


Estai preparados de F. Santos


Já se ouvem nossos passos / Igreja reunida de J. L. Coelho


O Senhor nos dará a felicidade de F. Santos


Qual veado de A. Mejia


Quando te encontro / O Bom Pastor de Baixo Alentejo / A. Aparício e A. Cartageno


Uma voz clama no deserto de J. P. Martins


Vinde comer do meu pão de C. Silva


Pós-Comunhão

Cantai louvai de M. Silva


Cantarei ao Senhor enquanto viver de C. Silva


Da minha alma brotou belo poema de R. Jefferson


Deus está diante do homem de F. Santos


És Senhor minha força de A. Espinosa


Manifestai o vosso poder de B. Sousa


Povos da terra louvai de M. Simões


Quando te encontro / O Bom Pastor de Baixo Alentejo / A. Aparício e A. Cartageno


Senhor vinde salvar-nos de J. P. Martins


Uma voz clama no deserto de J. P. Martins


Vem vem Senhor depressa de Espiritual negro


Final

Abri de par em par de C. Silva


Cantai louvai de M. Silva


Cristo dará a liberdade de C. Erdozain


Cristo é caminho de Desconhecido


Deus está diante do homem de F. Santos


És Senhor minha força de A. Espinosa


No fim dos tempos de J. P. Martins


O povo jaz de Espiritual negro


Povos da terra louvai de M. Simões


Vem vem Senhor depressa de Espiritual negro


Viva o Senhor de C. Silva


Leituras para 01º Domingo
Ano C
Advento

ANTÍFONA DE ENTRADA Salmo 24, 1-3 
Para Vós, Senhor, elevo a minha alma.
Meu Deus, em Vós confio.
Não seja confundido nem de mim escarneçam os inimigos.
Não serão confundidos os que esperam em Vós.

ORAÇÃO COLECTA
Despertai, Senhor, nos vossos fiéis
a vontade firme de se prepararem,
pela prática das boas obras,
para ir ao encontro de Cristo,
de modo que, chamados um dia à sua direita,
mereçam alcançar o reino dos Céus.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

LEITURA I Jer 33, 14-16 
«Farei germinar para David um rebento de justiça» 
Toda a história da salvação é testemunho da fidelidade de Deus à Aliança, que, em sua misericórdia, Ele quis fazer com os homens, para os levar até à participação da sua vida divina. Essa Aliança tem o seu momento culminante em Jesus Cristo; mas a promessa de Deus vem de longe. Os profetas, como aquele donde é tirada hoje esta leitura, anunciam o futuro Messias com os nomes de “Rebento”, “Gérmen”, nomes que apontam para Alguém que irá aparecer como rebento novo saído de um tronco já envelhecido. Esse “Rebento” viria a ser Jesus, descendente do tronco real de David. É também com esta promessa diante dos olhos que damos entrada no Tempo do Advento, na expectativa do Senhor que vem. 

Leitura do Livro de Jeremias 
Eis o que diz o Senhor: «Dias virão, em que cumprirei a promessa que fiz à casa de Israel e à casa de Judá: Naqueles dias, naquele tempo, farei germinar para David um rebento de justiça que exercerá o direito e a justiça na terra. Naqueles dias, o reino de Judá será salvo e Jerusalém viverá em segurança. Este é o nome que chamarão à cidade: ‘O Senhor é a nossa justiça’».
Palavra do Senhor.

SALMO RESPONSORIAL Salmo 24 (25), 4bc-5ab.8-9.10.14 (R.1b) 
Refrão: Para Vós, Senhor, elevo a minha alma. Repete-se

Mostrai-me, Senhor, os vossos caminhos,
ensinai-me as vossas veredas.
Guiai-me na vossa verdade e ensinai-me,
porque Vós sois Deus, meu Salvador. Refrão

O Senhor é bom e recto,
ensina o caminho aos pecadores.
Orienta os humildes na justiça
e dá-lhes a conhecer os seus caminhos. Refrão

Os caminhos do Senhor são misericórdia e fidelidade
para os que guardam a sua aliança e os seus preceitos.
O Senhor trata com familiaridade os que O temem
e dá-lhes a conhecer a sua aliança. Refrão

LEITURA II 1 Tes 3, 12 – 4, 2 
«O Senhor confirme os vossos corações no dia de Cristo» 
A Igreja vive na expectativa da vinda do Senhor. “Eu vou preparar-vos um lugar”, disse Jesus ao sair deste mundo. E de novo Ele um dia virá, e vem já na presença constante com que está no meio de nós. A espiritualidade da vida cristã nasce toda da consciência desta presença e dessa expectativa, e manifesta-se na esperança com que, todos os dias, caminhamos ao seu encontro. Viver na expectativa da vinda do Senhor é caminhar constantemente ao encontro do Senhor. 

Leitura da Primeira Epístola do apóstolo São Paulo 
aos Tessalonicenses 
Irmãos: O Senhor vos faça crescer e abundar na caridade uns para com os outros e para com todos, tal como nós a temos tido para convosco. O Senhor confirme os vossos corações numa san¬tidade irrepreensível, diante de Deus, nosso Pai, no dia da vinda de Jesus, nosso Senhor, pcom todos os santos. Finalmente, irmãos, eis o que vos pedimos e recomendamos no Senhor Jesus: recebestes de nós instruções sobre o modo como deveis proceder para agradar a Deus e assim estais procedendo; mas deveis progredir ainda mais. Conheceis bem as normas que vos demos da parte do Senhor Jesus.
Palavra do Senhor.

ALELUIA Salmo 84, 8 
Refrão: Aleluia. Repete-se
Mostrai-nos, Senhor, a vossa misericórdia
e dai-nos a vossa salvação. Refrão

EVANGELHO Lc 21, 25-28.34-36 
«A vossa libertação está próxima» 
A vinda do Senhor, a sua última vinda, ou talvez melhor, o último momento da vinda que Ele inaugurou quando Se fez homem e veio habitar no meio de nós, é, de novo, proclamada nesta leitura. E com que solenidade! E com que exigências! Mas, no fundo, será esse o momento supremo da nossa libertação, porque o Senhor, que vem, vem como Salvador. O Advento é o tempo particularmente consagrado a viver nesta expectativa. 

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas 
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas e, na terra, angústia entre as nações, aterradas com o rugido e a agitação do mar. Os homens morrerão de pavor, na expectativa do que vai suceder ao universo, pois as forças celestes serão abaladas. Então, hão-de ver o Filho do homem vir numa nuvem, com grande poder e glória. Quando estas coisas começarem a acontecer, erguei-vos e levantai a cabeça, porque a vossa libertação está próxima. Tende cuidado convosco, não suceda que os vossos corações se tornem pesados pela intemperança, a embriaguez e as preocupações da vida, e esse dia não vos surpreenda subitamente como uma armadilha, pois ele atingirá todos os que habitam a face da terra. Portanto, vigiai e orai em todo o tempo, para que possais livrar-vos de tudo o que vai acontecer e comparecer diante do Filho do homem».
Palavra da salvação.

ORAÇÃO SOBRE AS OBLATAS 
Aceitai, Senhor, estes dons
que recebemos da vossa bondade
e fazei que os sagrados mistérios
que celebramos no tempo presente
sejam para nós penhor de salvação eterna.
Por Nosso Senhor.

Prefácio do Advento I 

ANTÍFONA DA COMUNHÃO Salmo 84, 13 
O Senhor nos dará todos os bens
e a nossa terra produzirá o seu fruto.

ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO 
Fazei frutificar em nós, Senhor,
os mistérios que celebramos,
pelos quais, durante a nossa vida na terra,
nos ensinais a amar os bens do Céu
e a viver para os valores eternos.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.