Missa da vigília

Missa da vigília
Natal
Ano B




VER LEITURAS

Entrada

Ergue os teus olhos (de F. Santos)


Esta noite é de alegria (de M. Luís)


Exultemos de alegria (de F. Silva)


Exultemos de alegria (de M. Luís)


Hoje sobre nós resplandece (de M. Faria)


No princípio antes de todos (de M. Luís)





Para usufruir de todas as funcionalidades, deve iniciar a sessão.
O registo no Laudate é gratuito.

Salmo Responsorial

Cantarei eternamente (de J. P. Martins)


Cantarei eternamente (de M. Luís)


Apresentação dos Dons

Ergue os teus olhos (de F. Santos)


Esta noite é de alegria (de M. Luís)


Exultemos de alegria (de F. Silva)


Exultemos de alegria (de M. Luís)


Comunhão

Pós-Comunhão

Final

Ainda sem sugestões

Leituras para Missa da vigília
Natal
Ano B

ANTÍFONA DE ENTRADA cf. Ex 16, 6-7
Hoje sabereis que o Senhor vem salvar-nos.
Amanhã vereis a sua glória.
Diz-se o Glória.

ORAÇÃO COLECTA
Senhor nosso Deus,
que todos os anos nos alegrais com a esperança da salvação,
concedei-nos a graça de vermos sem temor
vir um dia como juiz
Aquele que em alegria recebemos como Redentor,
Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho.
Ele que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

LITURGIA DA PALAVRA
Estas leituras utilizam-se na Missa celebrada no dia 24 à tarde, quer antes, quer depois das I Vésperas do Natal.

LEITURA I Is 62, 1-5
Serás a predilecta do Senhor
Todas as promessas de felicidade e de salvação feitas por Deus ao seu povo ao longo de tantos séculos do Antigo Testamento, em momentos por vezes bem dolorosos, encontraram finalmente a sua realização na hora em que o seu Filho Se fez homem e apareceu na nossa terra, a que Ele Se une com amor da predilecção.

Leitura do Livro de Isaías
Por amor de Sião não me calarei, por amor de Jerusalém não terei repouso, enquanto a sua justiça não despontar como a aurora e a sua salvação não resplandecer como facho ardente. Os povos hão-de ver a tua justiça e todos os reis da terra a tua glória. Receberás um nome novo, que a boca do Senhor designará. Serás coroa esplendorosa nas mãos do Senhor, diadema real nas mãos do teu Deus. Não mais te chamarão «Abandonada», nem à tua terra «Deserta»; mas hão-de chamar-te «Predilecta» e à tua terra «Desposada», porque serás a predilecta do Senhor e a tua terra terá um esposo. Tal como o jovem desposa uma virgem, o teu Construtor te desposará; e como a esposa é a alegria do marido, tu serás a alegria do teu Deus.
Palavra do Senhor.

SALMO RESPONSORIAL Salmo 88 (89), 4-5.16-17. 27 e 29 (R. 2a)
Refrão: Cantarei eternamente
as misericórdias do Senhor. Repete-se

Concluí uma aliança com o meu eleito,
fiz um juramento a David meu servo:
Conservarei a tua descendência para sempre,
estabelecerei o teu trono por todas as gerações. Refrão

Feliz o povo que sabe aclamar-Vos
e caminha, Senhor, à luz do vosso rosto.
Todos os dias aclama o vosso nome
e se gloria com a vossa justiça. Refrão

Ele me invocará: ‘Vós sois meu Pai,
meu Deus, meu Salvador’.
Assegurar-lhe-ei para sempre o meu favor,
a minha aliança com ele será irrevogável. Refrão

LEITURA II Actos 13, 16-17.22-25
Testemunho de Paulo acerca de Cristo, Filho de David.
O Apóstolo, ao apresentar o testemunho da sua fé em Jesus Cristo, faz um rápido apanhado da história da salvação e mostra como toda ela se encaminhava para Jesus.

Leitura dos Actos dos Apóstolos
Naqueles dias, Paulo chegou a Antioquia da Pisídia. Uma vez em que ele estava na sinagoga, levantou-se, fez sinal com a mão e disse: «Homens de Israel e vós que temeis a Deus, escutai: O Deus deste povo de Israel escolheu os nossos pais e fez deles um grande povo, quando viviam como estrangeiros na terra do Egipto. Depois, com seu braço poderoso, tirou-os de lá. Por fim, suscitou-lhes David como rei, de quem deu este testemunho: ‘Encontrei David, filho de Jessé, homem segundo o meu coração, que fará sempre a minha vontade’. Da sua descendência, como prometera, Deus fez nascer Jesus, o Salvador de Israel. João tinha proclamado, antes da sua vinda, um baptismo de penitência a todo o povo de Israel. Prestes a terminar a sua carreira, João dizia: ‘Eu não sou quem julgais; mas depois de mim, vai chegar Alguém, a quem eu não sou digno de desatar as sandálias dos seus pés’».
Palavra do Senhor.

ALELUIA
Refrão: Aleluia. Repete-se
Amanhã cessará a malícia na terra
e reinará sobre nós o Salvador do mundo. Refrão

EVANGELHO – Forma longa Mt 1, 1-25
Genealogia de Jesus Cristo, Filho de David.
Ao abrir a solenidade do Natal, a liturgia insiste em que Jesus é realmente o Messias prometido por Deus a Abraão e a David e anunciado e esperado ao longo dos séculos. A longa lista dos antepassados de Jesus segundo a carne testemunha a fidelidade de Deus às suas promessas apesar das infidelidades frequentes em várias daquelas gerações. Mas Jesus vinha para salvar os pecadores; por isso não recusou ter entre os seus antepassados santos e pecadores, membros do povo eleito, e estrangeiros, para de todos fazer nascer o seu Salvador.

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus
Genealogia de Jesus Cristo, Filho de David, Filho de Abraão: Abraão gerou Isaac; Isaac gerou Jacob; Jacob gerou Judá e seus irmãos. Judá gerou, de Tamar, Farés e Zara; Farés gerou Esrom; Esrom gerou Arão; Arão gerou Aminadab; Aminadab gerou Naasson; Naasson gerou Salmon; Salmon gerou, de Raab, Booz; Booz gerou, de Rute, Obed; Obed gerou Jessé; Jessé gerou o rei David. David, da mulher de Urias, gerou Salomão; Salomão gerou Roboão; Roboão gerou Abias; Abias gerou Asa; Asa gerou Josafat; Josafat gerou Jorão; Jorão gerou Ozias; Ozias gerou Joatão; Joatão gerou Acaz; Acaz gerou Ezequias; Ezequias gerou Manassés; Manassés gerou Amon; Amon gerou Josias; Josias gerou Jeconias e seus irmãos, ao tempo do desterro de Babilónia. Depois do desterro de Babilónia, Jeconias gerou Salatiel; Salatiel gerou Zorobabel; Zorobabel gerou Abiud; Abiud gerou Eliacim; Eliacim gerou Azor; Azor gerou Sadoc; Sadoc gerou Aquim; Aquim gerou Eliud; Eliud gerou Eleazar; Eleazar gerou Matã; Matã gerou Jacob; Jacob gerou José, esposo de Maria, da qual nasceu Jesus, chamado Cristo. Assim, todas estas gerações são: de Abraão a David, catorze gerações; de David ao desterro de Babilónia, catorze gerações; do desterro de Babilónia até Cristo, catorze gerações. O nascimento de Jesus deu-se do seguinte modo: Maria, sua Mãe, noiva de José, antes de terem vivido em comum, encontrara-se grávida por virtude do Espírito Santo. Mas José, seu esposo, que era justo e não queria difamá-la, resolveu repudiá-la em segredo. Tinha ele assim pensado, quando lhe apareceu num sonho o Anjo do Senhor, que lhe disse: «José, filho de David, não temas receber Maria, tua esposa, pois o que nela se gerou é fruto do Espírito Santo. Ela dará à luz um filho e tu pôr-Lhe-ás o nome de Jesus, porque Ele salvará o povo dos seus pecados». Tudo isto aconteceu para se cumprir o que o Senhor anunciara por meio do Profeta, que diz: «A Virgem conceberá e dará à luz um Filho, que será chamado ‘Emanuel’, que quer dizer ‘Deus connosco’». Quando despertou do sono, José fez como o Anjo do Senhor lhe ordenara e recebeu sua esposa.
Palavra da salvação.

EVANGELHO – Forma breve Mt 1, 18-25
«Maria dará à luz um Filho
e tu pôr-Lhe-ás o nome de Jesus»

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus
O nascimento de Jesus deu-se do seguinte modo: Maria, sua Mãe, noiva de José, antes de terem vivido em comum, encontrara-se grávida por virtude do Espírito Santo. Mas José, seu esposo, que era justo e não queria difamá-la, resolveu repudiá-la em segredo. Tinha ele assim pensado, quando lhe apareceu num sonho o Anjo do Senhor, que lhe disse: «José, filho de David, não temas receber Maria, tua esposa, pois o que nela se gerou é fruto do Espírito Santo. Ela dará à luz um Filho e tu pôr-Lhe-ás o nome de Jesus, porque Ele salvará o povo dos seus pecados». Tudo isto aconteceu para se cumprir o que o Senhor anunciara por meio do Profeta, que diz: «A Virgem conceberá e dará à luz um Filho, que será chamado ‘Emanuel’, que quer dizer ‘Deus connosco’». Quando despertou do sono, José fez como o Anjo do Senhor lhe ordenara e recebeu sua esposa.
Palavra da salvação.

Diz-se o Credo.
Às palavras E encarnou todos se ajoelham.

ORAÇÃO SOBRE AS OBLATAS
Concedei, Senhor, ao vosso povo
a graça de celebrar com renovado fervor
a vigília da grande solenidade,
na qual nos revelais o princípio da nossa redenção.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

Prefácio do Natal.

ANTÍFONA DA COMUNHÃO cf. Is 40, 5
Brilhará a glória do Senhor
e toda a terra verá a salvação de Deus.

ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO
Fortalecei, Senhor, os vossos fiéis
na celebração do nascimento do vosso Filho Unigénito,
que neste divino sacramento
Se fez nossa comida e nossa bebida.
Ele que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.
No Natal do Senhor todos os sacerdotes podem celebrar ou concelebrar três Missas, contanto que sejam às horas correspondentes.