06º Domingo

06º Domingo
Tempo Comum
Ano B




VER LEITURAS

Entrada

Anunciaremos Teu Reino Senhor (de Christobal Halffter)


Cristo dará a liberdade (de C. Erdozain)


Deus vinde em meu auxílio (de F. Silva)


Deus vive na Sua morada santa (de F. Santos)


És Senhor minha força (de A. Espinosa)


Eu sou a Salvação do meu povo (de C. Silva)


Meu Senhor eu Vos amo (de A. Cartageno)


Meu Senhor eu Vos amo (de J. Santos)


Nós somos o Povo do Senhor (de J. P. Martins)


Povos batei palmas (de C. Silva)


Rochedo meu abrigo (de Az. Oliveira)


Sede a rocha do meu refúgio (de M. Simões)


Senhor Tu és nossa alegria (de M. Debaisieux)


Tua Palavra me dá vida (de A. Espinosa)





Para usufruir de todas as funcionalidades, deve iniciar a sessão.
O registo no Laudate é gratuito.

Salmo Responsorial

Sois o meu refúgio Senhor (de F. Santos)


Sois para mim refúgio (de M. Luís)


Apresentação dos Dons

Cantai alegremente ao Senhor (de M. Luís)


Cristo dará a liberdade (de C. Erdozain)


Deus amou de tal modo o mundo (de J. P. Martins)


Em redor do Teu altar (de M. Carneiro)


Eu vim para que tenham vida (de F. Silva)


Minha vida tem sentido (de P. Zezinho)


Pedi e recebereis (de Az. Oliveira)


Rochedo meu abrigo (de Az. Oliveira)


Sede a rocha do meu refúgio (de M. Simões)


Senhor eu creio que sois Cristo (de F. Silva)


Tua Palavra me dá vida (de A. Espinosa)


Comunhão

Pós-Comunhão

Final

Anunciaremos Teu Reino Senhor (de Christobal Halffter)


Cantai alegremente ao Senhor (de M. Luís)


Cantemos glória ao nosso Deus / Glória ao Senhor (de J. P. Martins)


Cristo dará a liberdade (de C. Erdozain)


És Senhor minha força (de A. Espinosa)


Eu louvarei eu louvarei (de Carismático)


Ide por todo o mundo e proclamai (de J. Santos)


Povos batei palmas (de C. Silva)


Povos da terra louvai (de M. Simões)


Senhor Tu és nossa alegria (de M. Debaisieux)


Tua Palavra me dá vida (de A. Espinosa)


Leituras para 06º Domingo
Tempo Comum
Ano B

ANTÍFONA DE ENTRADA Salmo 30, 3-4
Sede a rocha do meu refúgio, Senhor,
e a fortaleza da minha salvação.
Para glória do vosso nome, guiai-me e conduzi-me.

ORAÇÃO COLECTA
Senhor, que prometestes estar presente
nos corações rectos e sinceros,
ajudai-nos com a vossa graça
a viver de tal modo que mereçamos ser vossa morada.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

LEITURA I Lev 13, 1-2.44-46
«O leproso deverá morar à parte, fora do acampamento»
Esta leitura prepara-nos para melhor compreendermos a do Evangelho. Ali Jesus vai curar um doente de lepra. Nesta leitura, são recordadas as prescrições da Lei do Antigo Testamento a respeito dos leprosos. A situação destes doentes era verdadeiramente infeliz. Tanto mais se poderá ver na cura que o Senhor fez um sinal do seu poder e da sua misericórdia.

Leitura do Livro do Levítico
O Senhor falou a Moisés e a Aarão, dizendo: «Quando um homem tiver na sua pele algum tumor, impigem ou mancha esbranquiçada, que possa transformar-se em chaga de lepra, devem levá-lo ao sacerdote Aarão ou a algum dos sacerdotes, seus filhos. O leproso com a doença declarada usará vestuário andrajoso e o cabelo em desalinho, cobrirá o rosto até ao bigode e gritará: ‘Impuro, impuro!’. Todo o tempo que lhe durar a lepra, deve considerar-se impuro e, sendo impuro, deverá morar à parte, fora do acampamento».
Palavra do Senhor.

SALMO RESPONSORIAL Salmo 31 (32), 1-2.5.7.11 (R. 7)
Refrão: Sois o meu refúgio, Senhor;
dai-me a alegria da vossa salvação. Repete-se

Feliz daquele a quem foi perdoada a culpa
e absolvido o pecado.
Feliz o homem a quem o Senhor
não acusa de iniquidade
e em cujo espírito não há engano. Refrão

Confessei-vos o meu pecado
e não escondi a minha culpa.
Disse: Vou confessar ao Senhor a minha falta
e logo me perdoastes a culpa do pecado. Refrão

Vós sois o meu refúgio, defendei-me dos perigos,
fazei que à minha volta só haja hinos de vitória.
Alegrai-vos, justos, e regozijai-vos no Senhor,
exultai, vós todos os que sois rectos de coração. Refrão

LEITURA II 1 Cor 10, 31 – 11, 1
«Sede meus imitadores, como eu o sou de Cristo»
Paulo propõe-se a si mesmo como modelo aos cristãos, porque ele tem por modelo o próprio Cristo. O que ele pretende é que ninguém seja ocasião de pecado para os outros, mas antes de edificação e de salvação.

Leitura da Primeira Epístola do apóstolo S. Paulo aos Coríntios
Irmãos: Quer comais, quer bebais, ou façais qualquer outra coisa, fazei tudo para glória de Deus. Portai-vos de modo que não deis escândalo nem aos judeus, nem aos gregos, nem à Igreja de Deus. Fazei como eu, que em tudo procuro agradar a toda a gente, não buscando o próprio interesse, mas o de todos, para que possam salvar-se. Sede meus imitadores, como eu o sou de Cristo.
Palavra do Senhor.

ALELUIA Lc 7, 16
Refrão: Aleluia. Repete-se
Apareceu entre nós um grande profeta:
Deus visitou o seu povo. Refrão

EVANGELHO Mc 1, 40-45
«A lepra deixou-o e ele ficou limpo»
Uma vez mais, Jesus Se mostra Senhor da vida. Por outro lado, mostra-Se livre em relação à Lei e superior a ela: toca no doente, o que era contrário à Lei, mas manda que o homem curado se vá mostrar aos sacerdotes, o que era exigência da Lei. Jesus é realmente a fonte da vida nova; Ele é hoje o Ressuscitado.

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Marcos
Naquele tempo, veio ter com Jesus um leproso. Prostrou-se de joelhos e suplicou-Lhe: «Se quiseres, podes curar-me». Jesus, compadecido, estendeu a mão, tocou-lhe e disse: «Quero: fica limpo». No mesmo instante o deixou a lepra e ele ficou limpo. Advertindo-o severamente, despediu-o com esta ordem: «Não digas nada a ninguém, mas vai mostrar-te ao sacerdote e oferece pela tua cura o que Moisés ordenou, para lhes servir de testemunho». Ele, porém, logo que partiu, começou a apregoar e a divulgar o que acontecera, e assim, Jesus já não podia entrar abertamente em nenhuma cidade. Ficava fora, em lugares desertos, e vinham ter com Ele de toda a parte.
Palavra da salvação.

ORAÇÃO DOS FIÉIS
Irmãos e irmãs em Cristo:
Oremos, para que todos os que sofrem descubram,
no amor de Deus e nas palavras de Cristo,
remédio para os seus males,
e peçamos (ou: e cantemos), com toda a confiança:

R. Ouvi-nos, Senhor.
Ou: Pela vossa misericórdia, salvai-nos, Senhor.
Ou: Senhor, nosso refúgio, ouvi-nos.

1. Pelas dioceses e paróquias do mundo inteiro,
para que o Senhor as conserve na unidade e na paz
e elas ajudem os homens a caminhar para Deus,
oremos.
2. Pelos fiéis e pelos catecúmenos das nossas paróquias,
para que Deus perdoe as suas fraquezas,
dissipe os seus temores e aumente a sua coragem,
oremos.
3. Pelos homens e mulheres que crêem em Deus,
para que não dêem escândalo a ninguém com o seu modo de viver
e acolham com respeito e delicadeza quem deles se aproxima,
oremos.
4. Pelos doentes que mais sofrem,
para que encontrem alívio na misericórdia de Cristo
e na dedicação dos que os tratam e assistem,
oremos.
5. Pelos fiéis da nossa comunidade (paroquial),
para que não busquem o próprio interesse,
mas procurem sempre o bem de todos,
oremos.

Senhor, nosso Deus,
que, para curar e salvar o mundo,
lhe destes o vosso Filho muito amado,
ajudai-nos a ver n’Ele o nosso modelo
e a pormo-nos ao serviço uns dos outros.
Por Cristo Senhor nosso.

ORAÇÃO SOBRE AS OBLATAS
Concedei, Senhor,
que estes dons sagrados
nos purifiquem e renovem,
para que, obedecendo sempre à vossa vontade,
alcancemos a recompensa eterna.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

ANTÍFONA DA COMUNHÃO Salmo 77, 24.29
O Senhor deu-lhes o pão do Céu:
comeram e ficaram saciados.

Ou Jo 3, 16
Deus amou tanto o mundo que lhe deu
o seu Filho Unigénito.
Quem acredita n’Ele tem a vida eterna.

ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO
Senhor, que nos alimentastes com o pão do Céu,
concedei-nos a graça de buscarmos sempre
aquelas realidades que nos dão a verdadeira vida.
Por Nosso Senhor.