01º Domingo

01º Domingo
Quaresma
Ano A




VER LEITURAS

Entrada

Caminha Povo de Deus (de C. Gabarain)


Chegaram os dias de penitência (de M. Luís)


Confesso o meu pecado (de J. Santos)


Deus vinde em meu auxílio (de F. Silva)


Diz o Senhor nosso Deus (de A. Cartageno)


É preciso renascer (de J. P. Martins)


Eis o tempo favorável (de J. P. Martins)


Ele me chamará (de J. P. Martins)


Escuta Israel (de C. Silva)


Escutai Senhor (de C. Silva)


Eu sou a Salvação do meu povo (de C. Silva)


Irmãos convertei (de J. P. Lécot)


O Povo de Deus no deserto (de L. Passos)


Peregrino aonde vais (de C. Gabarain)





Para usufruir de todas as funcionalidades, deve iniciar a sessão.
O registo no Laudate é gratuito.

Salmo Responsorial

Apresentação dos Dons

Arrependei-vos e acreditai (de J. P. Martins)


Chegaram os dias de penitência (de M. Luís)


Confesso o meu pecado (de J. Santos)


Dai-me Senhor um coração (de C. Silva)


Dai-me Senhor um coração puro (de M. Luís)


Dai-me Senhor um coração puro (de F. Santos)


Diz o Senhor nosso Deus (de A. Cartageno)


Eis o tempo favorável (de J. P. Martins)


Escuta Israel (de C. Silva)


Escutai Senhor (de C. Silva)


Glória a ti Jesus Cristo e ao Pai (de C. Silva)


Irmãos convertei (de J. P. Lécot)


Jesus Senhor do perdão (de A. Cartageno)


O Povo de Deus no deserto (de L. Passos)


O povo jaz (de Espiritual negro)


Perdoai Senhor perdoai ao vosso povo (de M. Luís)


Se alguém quiser seguir-me (de C. Silva)


Senhor ouvi a minha súplica (de F. Santos)


Tu és Senhor meu único bem (de Espiritual negro)


Tudo posso (de C. Silva)


Um novo coração (de C. Silva)


Comunhão

Pós-Comunhão

Adorarás o Senhor teu Deus (de C. Silva)


Dai-me Senhor um coração (de C. Silva)


Dai-me Senhor um coração puro (de M. Luís)


Dai-me Senhor um coração puro (de F. Santos)


Escuta Israel (de C. Silva)


Eu canto para sempre (de M. Luís)


Glória a ti Jesus Cristo e ao Pai (de C. Silva)


Irmãos convertei (de J. P. Lécot)


Jesus Senhor do perdão (de A. Cartageno)


Perdoai Senhor perdoai ao vosso povo (de M. Luís)


Se alguém quiser seguir-me (de C. Silva)


Só a ti cantamos (de M. Fuertes)


Todo o que luta (de Espiritual negro)


Tu és Senhor meu único bem (de Espiritual negro)


Tudo posso (de C. Silva)


Um novo coração (de C. Silva)


Final

É preciso renascer (de J. P. Martins)


Irmãos convertei (de J. P. Lécot)


O povo jaz (de Espiritual negro)


Peregrino aonde vais (de C. Gabarain)


Só a ti cantamos (de M. Fuertes)


Todo o que luta (de Espiritual negro)


Leituras para 01º Domingo
Quaresma
Ano A

ANTÍFONA DE ENTRADA Salmo 90, 15-16
Quando me invocar, hei-de atendê-lo; hei-de libertá-lo
e dar-lhe glória. Favorecê-lo-ei com longa vida
e lhe mostrarei a minha salvação.
Não se diz o Glória.

ORAÇÃO COLECTA
Concedei-nos, Deus omnipotente,
que, pela observância quaresmal,
alcancemos maior compreensão do mistério de Cristo
e a nossa vida seja dele um digno testemunho.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

LEITURA I Gen 2, 7-9; 3, 1-7
A criação e o pecado dos nossos primeiros pais
No tempo da Quaresma, a primeira leitura “refere-se à história da salvação, que é um dos objectivos próprios da catequese quaresmal”. Nela “se apresentam os principais elementos daquela história desde o princípio até à promessa da Nova Aliança” (Intr. ao Lecc.).

Leitura do Livro do Génesis
O Senhor Deus formou o homem do pó da terra, insuflou em suas narinas um sopro de vida, e o homem tornou-se um ser vivo. Depois, o Senhor Deus plantou um jardim no Éden, a oriente, e nele colocou o homem que tinha formado. Fez nascer na terra toda a espécie de árvores, de frutos agradáveis à vista e bons para comer, entre as quais a árvore da vida, no meio do jardim, e a árvore da ciência do bem e do mal. Ora, a serpente era o mais astucioso de todos os animais dos campos que o Senhor Deus tinha feito. Ela disse à mulher: «É verdade que Deus vos disse: ‘Não podeis comer o fruto de nenhuma árvore do jardim’?». A mulher respondeu: «Podemos comer o fruto das árvores do jardim; mas, quanto ao fruto da árvore que está no meio do jardim, Deus avisou-nos: ‘Não podeis comer dele nem tocar-lhe, senão morrereis’». A serpente replicou à mulher: «De maneira nenhuma! Não morrereis. Mas Deus sabe que, no dia em que o comerdes, abrir-se-ão os vossos olhos e sereis como deuses, ficando a conhecer o bem e o mal». A mulher viu então que o fruto da árvore era bom para comer e agradável à vista, e precioso para esclarecer a inteligência. Colheu fruto da árvore e comeu; depois deu-o ao marido, que comeu juntamente com ela. Abriram-se então os seus olhos e compreenderam que estavam despidos. Por isso, entrelaçaram folhas de figueira e cingiram os rins com elas.
Palavra do Senhor.

SALMO RESPONSORIAL Salmo 50 (51), 3-4.5-6a.12-13.14.17 (R. cf. 3a)

Refrão: Pecámos, Senhor: tende compaixão de nós. Repete-se

Ou: Tende compaixão de nós, Senhor,
porque somos pecadores.Repete-se

Compadecei-Vos de mim, ó Deus, pela vossa bondade,
pela vossa grande misericórdia,
apagai os meus pecados.
Lavai-me de toda a iniquidade
e purificai-me de todas as faltas.Q94;Refrão

Porque eu reconheço os meus pecados
e tenho sempre diante de mim as minhas culpas.
Pequei contra Vós, só contra Vós,
e fiz o mal diante dos vossos olhos.Q94;Refrão

Criai em mim, ó Deus, um coração puro
e fazei nascer dentro de mim um espírito firme.
Não queirais repelir-me da vossa presença
e não retireis de mim o vosso espírito de santidade. Refrão

Dai-me de novo a alegria da vossa salvação
e sustentai-me com espírito generoso.
Abri, Senhor, os meus lábios
e a minha boca cantará o vosso louvor.Q94;Refrão

LEITURA II Forma longa Rom 5, 12-19
«Onde abundou o pecado, superabundou a graça»
A leitura põe em contraste Adão e Cristo. Ambos são o princípio de uma humanidade nova. Mas, se a falta cometida por um só, Adão, se faz sentir abundantemente em todos os homens para sua perdição, a graça e o perdão trazidos por um só, Jesus Cristo, fazem sentir-se mais abundantemente ainda e levam à justificação.

Leitura da Epístola do apóstolo São Paulo aos Romanos
Irmãos: Assim como por um só homem entrou o pecado no mundo e pelo pecado a morte, assim também a morte atingiu todos os homens, porque todos pecaram. De facto, até à Lei, existia o pecado no mundo. Mas o pecado não é levado em conta, se não houver lei. Entretanto, a morte reinou desde Adão até Moisés, mesmo para aqueles que não tinham pecado por uma transgressão à semelhança de Adão, que é figura d’Aquele que havia de vir. Mas o dom gratuito não é como a falta. Se pelo pecado de um só todos ¬¬¬pereceram, com muito mais razão a graça de Deus, dom contido na graça de um só homem, Jesus Cristo, se concedeu com abundância a todos os homens. E esse dom não é como o pecado de um só: o julgamento que resultou desse único pecado levou à condenação, ao passo que o dom gratuito, que veio depois de muitas faltas, leva à justificação. Se a morte reinou pelo pecado de um só homem, com muito mais razão, aqueles que recebem com abundância a graça e o dom da justiça, reinarão na vida por meio de um só, Jesus Cristo. Porque, assim como pelo pecado de um só, veio para todos os homens a condenação, assim também, pela obra de justiça de um só, virá para todos a justificação que dá a vida. De facto, como pela desobediência de um só homem, todos se tornaram pecadores, assim também, pela obediência de um só, todos se tornarão justos.
Palavra do Senhor.

LEITURA II – Forma breve Rom 5, 12.17-19
«Onde abundou o pecado, superabundou a graça»

Leitura da Epístola do apóstolo São Paulo aos Romanos
Irmãos: Assim como por um só homem entrou o pecado no mundo e pelo pecado a morte, assim também a morte atingiu todos os homens, porque todos pecaram. Se a morte reinou pelo pecado de um só homem, com muito mais razão, aqueles que recebem com abundância a graça e o dom da justiça, reinarão na vida por meio de um só, Jesus Cristo. Porque, assim como pelo pecado de um só, veio para todos os homens a condenação, assim também, pela obra de justiça de um só, virá para todos a justificação que dá a vida. De facto, como pela desobediência de um só homem, todos se tornaram pecadores, assim também, pela obediência de um só, todos se tornarão justos.
Palavra do Senhor.

ACLAMAÇÃO ANTES DO EVANGELHO Mt 4, 4b
Refrão: Glória a Vós, Jesus Cristo, Palavra do Pai. Repete-se
Nem só de pão vive o homem,
mas de toda a palavra que sai da boca de Deus. Refrão

EVANGELHO Mt 4, 1-11
Jesus jejua durante quarenta dias e é tentado
As tentações de Jesus resumem as tentações de todo o homem. Ao contrário de Adão, Jesus rejeita a tentação, fixando-Se no Pai e na sua palavra. Resistir ao mal, morrer para o pecado, firmando-se na palavra de Deus, é o primeiro passo para participar na Páscoa de Jesus. Quem deseja caminhar para a comunhão com Deus na Páscoa de Jesus, não pode deixar-se encantar, nesse caminho, com as tentações que o Inimigo lhe apresentará.

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus
Naquele tempo, Jesus foi conduzido pelo Espírito ao deserto, a fim de ser tentado pelo Diabo. Jejuou quarenta dias e quarenta noites e, por fim, teve fome. O tentador aproximou-se e disse-lhe: «Se és Filho de Deus, diz a estas pedras que se transformem em pães». Jesus respondeu-lhe: «Está escrito: ‘Nem só de pão vive o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus’». Então o Diabo conduziu-O à cidade santa, levou-O ao pináculo do templo e disse-Lhe: «Se és Filho de Deus, lança-Te daqui abaixo, pois está escrito: ‘Deus mandará aos seus Anjos que te recebam nas suas mãos, para que não tropeces em alguma pedra’». Respondeu-lhe Jesus: «Também está escrito: ‘Não tentarás o Senhor teu Deus’». De novo o Diabo O levou consigo a um monte muito alto, mostrou-Lhe todos os reinos do mundo e a sua glória, e disse-Lhe: «Tudo isto Te darei, se, prostrado, me adorares». Respondeu-lhe Jesus: «Vai-te, Satanás, porque está escrito: ‘Adorarás o Senhor teu Deus e só a Ele prestarás culto’». Então o Diabo deixou-O e aproximaram-se os Anjos e serviram-n’O.
Palavra da salvação.

Oração dos Fiéis
Caríssimos irmãos e irmãs: Oremos por todos aqueles que se preparam para celebrar a Páscoa, conduzidos pela Palavra e pelo Espírito, dizendo:

R. Kýrie, eléison.
Ou: Renovai, Senhor, o vosso povo.
Ou: Senhor, tende piedade de nós.

1. Pela santa Igreja, pelos seus fiéis e catecúmenos, para que a vitória de Jesus sobre o Maligno lhes dê a graça de vencer as tentações, oremos.
2. Pelos homens e mulheres de todo o mundo, para que saibam descobrir a dignidade que Deus lhes deu, ao criá-los à sua imagem e semelhança, oremos.
3. Por aqueles que o Demónio tenta enganar, para que encontrem nas palavras de Jesus a força para escolher sempre a vontade de Deus, oremos.
4. Pelos que não têm paz ou estão doentes, para que os discípulos de Jesus sejam para eles testemunhas diligentes do Evangelho, oremos.
5. Por nós próprios e pela nossa comunidade (paroquial), para que o caminho de conversão que iniciámos nos conduza à vida em Cristo e à sua Páscoa, oremos.

Senhor, nosso Deus e nosso Pai, que nos ensinastes pela palavra de Jesus que o homem não vive só de pão, conduzi-nos pelo Espírito ao deserto, para escutarmos sempre mais a sua voz.
Por Cristo Senhor nosso.

ORAÇÃO SOBRE AS OBLATAS
Fazei que a nossa vida, Senhor,
corresponda à oferta das nossas mãos,
com a qual damos início à celebração
do tempo santo da Quaresma.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

PREFÁCIO As tentações do Senhor
V. O Senhor esteja convosco.
R. Ele está no meio de nós.
V. Corações ao alto.
R. O nosso coração está em Deus.
V. Dêmos graças ao Senhor nosso Deus.
R. É nosso dever, é nossa salvação.
Senhor, Pai santo, Deus eterno e omnipotente,
é verdadeiramente nosso dever, é nossa salvação
dar-Vos graças, sempre e em toda a parte,
por Cristo nosso Senhor.
Jejuando durante quarenta dias,
Ele santificou a observância quaresmal
e, triunfando das insídias da antiga serpente,
ensinou-nos a vencer as tentações do pecado,
para que, celebrando dignamente o mistério pascal,
passemos um dia à Páscoa eterna.
Por isso, com os Anjos e os Santos,
proclamamos a vossa glória,
cantando numa só voz:
Santo, Santo, Santo.

ANTÍFONA DA COMUNHÃO Mt 4, 4
Nem só de pão vive o homem,
mas de toda a palavra que vem da boca de Deus.

Ou Salmo 90, 4
O Senhor te cobrirá com as suas penas,
debaixo das suas asas encontrarás abrigo.

ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO
Saciados com o pão do Céu,
que alimenta a fé, confirma a esperança e fortalece a caridade,
nós Vos pedimos, Senhor:
ensinai-nos a ter fome de Cristo, o verdadeiro pão da vida,
e a alimentar-nos de toda a palavra que da vossa boca nos vem.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.