32º Domingo

32º Domingo
Tempo Comum
Ano A




VER LEITURAS

Entrada

Ao nosso encontro vieste (de J. Akepsimas)


Caminharei na presença do Senhor (de A. Espinosa)


Dai graças ao Senhor porque (de F. Santos)


Deus vive na Sua morada santa (de F. Santos)


Estai preparados (de F. Santos)


Eu estou à porta (de F. Silva)


Nós te cantamos e aclamamos (de F. Borda)


Proclamai que Jesus Cristo (de L. Deiss)


Sabedoria infinita (de M. Luís)


Senhor Tu nos chamaste (de R. Fau)


Vêm com alegria (de C. Gabarain)





Para usufruir de todas as funcionalidades, deve iniciar a sessão.
O registo no Laudate é gratuito.

Salmo Responsorial

A minha alma tem sede (de A. Cartageno)


A minha alma tem sede de Vós (de M Luís)


Apresentação dos Dons

Ao nosso encontro vieste (de J. Akepsimas)


Eu estou à porta (de F. Silva)


Hinos de glória (de F. Haendel)


No teu altar Senhor (de M. T. Kolling)


Nós te apresentamos (de A. Espinosa)


Nós te cantamos e aclamamos (de F. Borda)


Proclamai que Jesus Cristo (de L. Deiss)


Quando te encontro / O Bom Pastor (de Baixo Alentejo / A. Aparício e A. Cartageno)


Sabedoria infinita (de M. Luís)


Subam até Vós (de M. Luís)


Comunhão

Ao nosso encontro vieste (de J. Akepsimas)


Buscai o alimento (de M. Luís)


Estai preparados (de F. Santos)


Eu estou à porta (de F. Silva)


Eu sou a ressurreição e a vida (de C. Silva)


Felizes os convidados (de C. Silva)


O Senhor é meu pastor (de M. Luís)


O Senhor é meu pastor (de B. Sousa)


O Senhor é meu pastor (de A. Mendes)


O Senhor é meu pastor (de F. Santos)


O Senhor é meu pastor (de N. Costa)


Os discípulos reconheceram (de C. Silva)


Os discípulos reconheceram (de F. Silva)


Quando te encontro / O Bom Pastor (de Baixo Alentejo / A. Aparício e A. Cartageno)


Tarde Vos amei (de F. Santos)


Pós-Comunhão

Aclamai o Senhor porque Ele é bom (de M. Luís)


Aclamai o Senhor porque Ele é bom (de F. Santos)


Cantai comigo (de H. Faria)


Dai graças ao Senhor porque (de F. Santos)


Eu sou a ressurreição e a vida (de C. Silva)


Hinos de glória (de F. Haendel)


Nós te cantamos e aclamamos (de F. Borda)


O Senhor é meu pastor (de A. Mendes)


Porque és Senhor o caminho (de M. T. Kolling)


Povos da terra louvai (de M. Simões)


Proclamai que Jesus Cristo (de L. Deiss)


Quando te encontro / O Bom Pastor (de Baixo Alentejo / A. Aparício e A. Cartageno)


Tarde Vos amei (de F. Santos)


Todo o que luta (de Espiritual negro)


Final

Caminharei na presença do Senhor (de A. Espinosa)


Cantai comigo (de H. Faria)


Dai graças ao Senhor porque (de F. Santos)


Hinos de glória (de F. Haendel)


Nós te cantamos e aclamamos (de F. Borda)


Porque és Senhor o caminho (de M. T. Kolling)


Povos da terra louvai (de M. Simões)


Quero ouvir teu apelo (de M. T. Kolling)


Senhor Tu amas o mundo (de J. P. Martins)


Todo o que luta (de Espiritual negro)


Leituras para 32º Domingo
Tempo Comum
Ano A

ANTÍFONA DE ENTRADA Salmo 87, 3
Chegue até Vós, Senhor, a minha oração,
inclinai o ouvido ao meu clamor.

ORAÇÃO COLECTA
Deus eterno e misericordioso,
afastai de nós toda a adversidade,
para que, sem obstáculos do corpo ou do espírito,
possamos livremente cumprir a vossa vontade.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

LEITURA I Sab 6, 12-16
«A Sabedoria faz-se encontrar aos que a procuram»
Deus encontrar-Se-á finalmente da maneira mais completa e perfeita, quando o Senhor vier no fim dos tempos. O tempo de espera, neste mundo, desse momento pode parecer-nos longo demais, e, por vezes, desanimamos ou até nos esquecemos de estar à espera dele. Por isso, temos necessidade de passar a vida, como numa longa vigília, acolhendo a Sabedoria que nos procura e nos conduzirá a Deus.

Leitura do Livro da Sabedoria
A Sabedoria é luminosa e o seu brilho é inalterável; deixa-se ver facilmente àqueles que a amam e faz-se encontrar aos que a procuram. Antecipa-se e dá-se a conhecer aos que a desejam. Quem a busca desde a aurora não se fatigará, porque há-de encontrá-la já sentada à sua porta. Meditar sobre ela é prudência consumada e quem lhe consagra as vigílias depressa ficará sem cuidados. Procura por toda a parte os que são dignos dela: aparece-lhes nos caminhos, cheia de benevolência, e vem ao seu encontro em todos os seus pensamentos.
Palavra do Senhor.

SALMO RESPONSORIAL Salmo 62 (63), 2.3-4.5-6.7-8 (R. 2b)
Refrão: A minha alma tem sede de Vós, meu Deus. Repete-se

Senhor, sois o meu Deus: desde a aurora Vos procuro.
A minha alma tem sede de Vós.
Por Vós suspiro,
como terra árida, sequiosa, sem água. Refrão

Quero contemplar-Vos no santuário,
para ver o vosso poder e a vossa glória.
A vossa graça vale mais que a vida;
por isso, os meus lábios hão-de cantar-Vos louvores. Refrão

Assim Vos bendirei toda a minha vida
e em vosso louvor levantarei as mãos.
Serei saciado com saborosos manjares
e com vozes de júbilo Vos louvarei. Refrão

Quando no leito Vos recordo,
passo a noite a pensar em Vós.
Porque Vos tornastes o meu refúgio,
exulto à sombra das vossas asas. Refrão

LEITURA II – Forma longa 1 Tes 4, 13-18
«Deus levará com Jesus os que em Jesus tiverem morrido»
Viver em união com Jesus é a garantia de viver eternamente unidos a Deus; a morte que Jesus sofreu é a fonte da vida gloriosa, da ressurreição, para Ele e para todos os que vivem unidos a Ele.

Leitura da Primeira Epístola do apóstolo São Paulo
aos Tessalonicenses
Não queremos, irmãos, deixar-vos na ignorância a respeito dos defuntos, para não vos contristardes como os outros, que não têm esperança. Se acreditamos que Jesus morreu e ressuscitou, do mesmo modo, Deus levará com Jesus os que em Jesus tiverem morrido. Eis o que temos para vos dizer, segundo uma palavra do Senhor: Nós, os vivos, os que ficarmos para a vinda do Senhor, não precederemos os que tiverem morrido. Ao sinal dado, à voz do Arcanjo e ao som da trombeta divina, o próprio Senhor descerá do Céu e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro. Em seguida, nós, os vivos, os que tivermos ficado, seremos arrebatados juntamente com eles sobre as nuvens, para irmos ao encontro do Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor. Consolai-vos uns aos outros com estas palavras.
Palavra do Senhor.

LEITURA II – Forma breve 1 Tes 4, 13-14
Leitura da Primeira Epístola do apóstolo São Paulo
aos Tessalonicenses
Não queremos, irmãos, deixar-vos na ignorância a respeito dos defuntos, para não vos contristardes como os outros, que não têm esperança. Se acreditamos que Jesus morreu e ressuscitou, do mesmo modo, Deus levará com Jesus os que em Jesus tiverem morrido.
Palavra do Senhor.

ALELUIA Mt 24, 42a.44
Refrão: Aleluia. Repete-se
Vigiai e estai preparados,
porque, na hora em que não pensais,
virá o Filho do homem. Refrão

EVANGELHO Mt 25, 1-13
«Aí vem o Esposo: ide ao seu encontro»
Com a parábola das dez virgens, Jesus quer incutir-nos a coragem para esperarmos, sem desfalecimento, o dia da sua vinda, ao mesmo tempo que nos ensina a estar de vigia, preparados para ir ao seu encontro. A lâmpada acesa é, para nós, sinal da fé e da vigilância.

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos a seguinte parábola: «O reino dos Céus pode comparar-se a dez virgens, que, tomando as suas lâmpadas, foram ao encontro do esposo. Cinco eram insensatas e cinco eram prudentes. As insensatas, ao tomarem as suas lâmpadas, não levaram azeite consigo, enquanto as prudentes, com as lâmpadas, levaram azeite nas almotolias. Como o esposo se demorava, começaram todas a dormitar e adormeceram. No meio da noite ouviu-se um brado: ‘Aí vem o esposo; ide ao seu encontro’. Então, as virgens levantaram-se todas e começaram a preparar as lâmpadas. As insensatas disseram às prudentes: ‘Dai-nos do vosso azeite, que as nossas lâmpadas estão a apagar-se’. Mas as prudentes responderam: ‘Talvez não chegue para nós e para vós. Ide antes comprá-lo aos vendedores’. Mas, enquanto foram comprá-lo, chegou o esposo. As que estavam preparadas entraram com ele para o banquete nupcial; e a porta fechou-se. Mais tarde, chegaram também as outras virgens e disseram: ‘Senhor, senhor, abre-nos a porta’. Mas ele respondeu: ‘Em verdade vos digo: Não vos conheço’. Portanto, vigiai, porque não sabeis o dia nem a hora».
Palavra da salvação.

ORAÇÃO DOS FIÉIS

Caríssimos fiéis: Apresentemos com toda a confiança ao Pai celeste, as alegrias, as tristezas e as esperanças de todos os homens e mulheres que há no mundo, dizendo:

R. Atendei, Senhor, a nossa prece.
Ou: Escutai, Senhor, a nossa oração.
Ou: Pela vossa misericórdia, salvai-nos, Senhor.

1. Para que a santa Igreja, a nossa Diocese e as suas comunidades, guardem fielmente a lei do amor e ensinem os seus fiéis a viver dela, oremos.
2. Para que todos os responsáveis deste mundo exerçam a autoridade como um serviço e sejam os primeiros a fazer o que legislam, oremos.
3. Para que os mais pobres que se sentem esmagados pela prepotência e orgulho dos poderosos encontrem quem os acolha e compreenda, oremos.
4. Para que os catequistas e evangelizadores se façam tudo para todos, como São Paulo, e não se poupem a trabalhos e canseiras, oremos.
5. Para que nesta assembleia e na paróquia cada um aprenda a servir todos os outros e a guardar a graça de Deus e a sua Palavra, oremos.

Pai Santo, no vosso amor sem limites ouvi as orações que Vos dirigimos por todos os vossos filhos e não deixeis que as nossas obras sejam feitas apenas para serem vistas pelos homens.
Por Cristo Senhor nosso.

ORAÇÃO SOBRE AS OBLATAS
Olhai, Senhor, com benevolência
para o sacrifício que Vos apresentamos,
a fim de participarmos com sincera piedade
no memorial da paixão do vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

ANTÍFONA DA COMUNHÃO Salmo 22, 1-2
O Senhor é meu pastor: nada me falta.
Leva-me a descansar em verdes prados.
Conduz-me às águas refrescantes
e reconforta a minha alma.

Ou Lc 24, 35
Os discípulos reconheceram
o Senhor Jesus ao partir o pão.

ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO
Nós Vos damos graças, Senhor,
pelo alimento celeste que recebemos
e imploramos da vossa misericórdia
que, pela acção do Espírito Santo,
perseverem na vossa graça
os que receberam a força do alto.
Por Nosso Senhor.