22º Domingo

22º Domingo
Tempo Comum
Ano A




VER LEITURAS

Entrada




Para usufruir de todas as funcionalidades, deve iniciar a sessão.
O registo no Laudate é gratuito.

Salmo Responsorial

A minha alma tem sede (de A. Cartageno)


A minha alma tem sede de Vós (de M Luís)


Apresentação dos Dons

Comunhão

Bem-aventurados os que fazem a paz (de A. Cartageno)


Caminhamos para o vosso altar (de M. Luís)


É bom estarmos juntos (de M. T. Kolling)


Ide por todo o mundo (de Az. Oliveira)


Iremos com alegria (de M. Borda)


Nós somos as pedras vivas (de F. Santos)


Oh que alegria (de M. Faria)


Que alegria quando me disseram (de F. Santos)


Se alguém quiser seguir-me (de C. Silva)


Vamos com alegria (de C. Silva)


Vós me seduzistes Senhor (de C. Silva)


Vós Senhor sois o nosso Pai (de C. Silva)


Pós-Comunhão

Final

Caminharei na presença do Senhor (de A. Espinosa)


Cantai ao Senhor um cântico novo (de F. Santos)


Cantarei cantarei a bondade do Senhor (de F. Santos)


Cristo quer a tua ajuda (de C. Gabarain)


Dá-nos um coração (de A. Espinosa)


Ide por todo o mundo (de Az. Oliveira)


Louvado seja o meu Senhor (de J. Santos)


Povo teu somos (de Loys Bourgeois, 1551)


Senhor Tu amas o mundo (de J. P. Martins)


Leituras para 22º Domingo
Tempo Comum
Ano A

ANTÍFONA DE ENTRADA Salmo 85, 3.5 
Tende compaixão de mim, Senhor,
que a Vós clamo o dia inteiro.
Vós, Senhor, sois bom e indulgente,
cheio de misericórdia para aqueles que Vos invocam.

ORAÇÃO COLECTA 
Deus do universo, de quem procede todo o dom perfeito,
infundi em nossos corações o amor do vosso nome
e, estreitando a nossa união convosco,
dai vida ao que em nós é bom
e protegei com solicitude esta vida nova.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

LEITURA I Jer 20, 7-9 
«A palavra do Senhor tornou-se para mim ocasião de insultos…» 
Apesar de falar em nome de Deus ao povo de Israel, o profeta só deste recebe insultos, ameaças e perseguição. Sentiu então a tentação de abandonar essa sua missão profética, apesar de sentir o coração abrasado do zelo do Senhor. Nesta luta interior, o amor foi mais forte que o desânimo, porque mais forte que os insultos dos homens é a palavra de Deus. 

Leitura do Livro de Jeremias 
Vós me seduzistes, Senhor, e eu deixei-me seduzir; Vós me do­minastes e vencestes. Em todo o tempo sou objecto de escárnio, toda a gente se ri de mim; porque sempre que falo é para gritar e proclamar: «Violência e ruína!». E a palavra do Senhor tornou-se para mim ocasião permanente de insultos e zombarias. Então eu disse: «Não voltarei a falar n’Ele, não falarei mais em seu nome». Mas havia no meu coração um fogo ardente, comprimido dentro dos meus ossos. Procurava contê-lo, mas não podia.
Palavra do Senhor.

SALMO RESPONSORIAL Salmo 62 (63), 2.3-4.5-6.8-9 (R. 2b) 
Refrão: A minha alma tem sede de Vós, meu Deus.

Senhor, sois o meu Deus:
desde a aurora Vos procuro.
A minha alma tem sede de Vós.
Por Vós suspiro,
como terra árida, sequiosa, sem água. Refrão

Quero contemplar-Vos no santuário,
para ver o vosso poder e a vossa glória.
A vossa graça vale mais do que a vida;
por isso, os meus lábios hão-de cantar-Vos louvores. Refrão

Assim Vos bendirei toda a minha vida
e em vosso louvor levantarei as mãos.
Serei saciado com saborosos manjares,
e com vozes de júbilo Vos louvarei. Refrão

Porque Vos tornastes o meu refúgio,
exulto à sombra das vossas asas.
Unido a Vós estou, Senhor,
a vossa mão me serve de amparo. Refrão

LEITURA II Rom 12, 1-2 
«Oferecei-vos como vítima viva» 
O culto verdadeiramente cristão nasce da fé e atinge toda a vida do homem renascido em Cristo. Como Cristo, o cristão é homem novo, vive, por isso, uma vida nova; não se conforma já com este mundo, mas vive do Espírito de Deus e faz de toda a sua vida uma oferta viva, agradável a Deus. 

Leitura da Epístola do apóstolo São Paulo aos Romanos 
Peço-vos, irmãos, pela misericórdia de Deus, que vos ofereçais a vós mesmos como sacrifício vivo, santo, agradável a Deus, como culto espiritual. Não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos, pela renovação espiritual da vossa mente, para saberdes discernir, segundo a vontade de Deus, o que é bom, o que Lhe é agradável, o que é perfeito.
Palavra do Senhor.

ALELUIA cf. Ef 1, 17-18 
Refrão: Aleluia. Repete-se
Deus, Pai de Nosso Senhor Jesus Cristo,
ilumine os olhos do nosso coração,
para sabermos a que esperança fomos chamados. Refrão

EVANGELHO Mt 16, 21-27 
«Se alguém quiser seguir-Me, renuncie a si mesmo» 
À vista da Paixão, anunciada por Jesus aos seus discípulos, Pedro como que tenta Jesus, dissuadindo-O de aceitar a Cruz. Jesus rejeita energicamente a sua proposta, e, pelo contrário, apresenta aos discípulos, como programa para eles, o mistério da sua própria Cruz. Quem quiser ser seu discípulo, terá, como o Mestre, de renunciar a si mesmo, tomar a sua cruz e segui-l’O. Assim ganhará a vida; doutro modo, perde-la-ía, ainda que tivesse ganho todo o mundo. 

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus 
Naquele tempo, Jesus começou a explicar aos seus discípulos que tinha de ir a Jerusalém e sofrer muito da parte dos anciãos, dos príncipes dos sacerdotes e dos escribas; que tinha de ser morto e ressuscitar ao terceiro dia. Pedro, tomando-O à parte, começou a contestá-l’O, dizendo: «Deus Te livre de tal, Senhor! Isso não há-de acontecer!». Jesus voltou-Se para Pedro e disse-lhe: «Vai-te daqui, Satanás. Tu és para mim uma ocasião de escândalo, pois não tens em vista as coisas de Deus, mas dos homens». Jesus disse então aos seus discípulos: «Se alguém quiser seguir-Me, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz e siga-Me. Pois quem quiser salvar a sua vida há-de perdê-la; mas quem perder a sua vida por minha causa, há-de encontrá-la. Na verdade, que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua vida? Que poderá dar o homem em troca da sua vida? O Filho do homem há-de vir na glória de seu Pai, com os seus Anjos, e então dará a cada um segundo as suas obras».
Palavra da salvação.

Oração dos Fiéis

Caríssimos irmãos e irmãs: Supliquemos ao Senhor que inspire as nossas orações e nos faça sentir sede de Deus, como terra ressequida e sem água, pedindo, com fé:

R. Ouvi-nos, Senhor.
Ou: Senhor, nós temos confiança em Vós.
Ou: Senhor, vinde em nosso auxílio.

1. Para que os bispos, os presbíteros e os diáconos, busquem apenas no Senhor a sua glória e não se envergonhem da cruz do Salvador, oremos.

2. Para que os chefes dos povos e nações respeitem a dignidade de toda a pessoa humana, rica ou pobre, honrada ou desconhecida, oremos.

3. Para que os fiéis não se conformem com este mundo, mas se deixem transformar pelo Espírito, e descubram o que é perfeito e Lhe agrada, oremos.

4. Para que os monges, os religiosos e as religiosas, sejam como os profetas de Israel, que se deixaram seduzir pelo Senhor, oremos.

5. Para que os membros da nossa comunidade (paroquial) tenham sede de Deus e da Palavra e encontrem no Senhor o seu refúgio, oremos.

Deus, nosso Pai, que pela palavra de Jesus nos convidais a segui-l’O, iluminai o nosso olhar para que, fazendo agora a vossa vontade, sejamos recebidos um dia na glória eterna. Por Cristo Senhor nosso.

ORAÇÃO SOBRE AS OBLATAS 
Santificai, Senhor, a oferta que Vos apresentamos
e realizai em nós, com o poder da vossa graça,
a redenção que celebramos nestes mistérios.
Por Nosso Senhor.

ANTÍFONA DA COMUNHÃO Salmo 30, 20 
Como é grande, Senhor,
a vossa bondade para aqueles que Vos servem!

Ou Mt 5, 9-10 
Bem-aventurados os pacíficos,
porque serão chamados filhos de Deus.
Bem-aventurados os perseguidos por amor da justiça,
porque deles é o reino dos céus.

ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO 
Senhor, que nos alimentastes com o pão da mesa celeste,
fazei que esta fonte de caridade
fortaleça os nossos corações
e nos leve a servir-Vos nos nossos irmãos.
Por Nosso Senhor.