Amigos do Senhor



Amigos do Senhor

J. Berthier

Amigos do Senhor, chamados ao banquete das bodas de Caná.
Irmãos, irmãos, com Maria tomai, na alegria e na fé,
o vinho que nos salva e o pão do amor.

1. Se o vinho vos faltou na alegria do festim, irmãos, correi.
Se vos sentis saciados com lágrimas de tristeza, irmãos, correi.
Se quando partis o pão, esse pão vos sabe a cinza, irmãos, correi.

Vós que tendes fome e sede de amor,
é Deus quem sustenta a vida.
O Senhor vos chama, o Senhor vos dá, a terra prometida.

2. Se o luto matou em vós a alegria das canções, irmãos, correi.
E se o riso abandonou o coração e a boca, irmãos, correi.
Se o coração esqueceu o regozijo da festa, irmãos, correi.

3. Se nunca pudestes ter vossa conta de alegria, irmãos, correi.
Se vos sentis fatigados como máquinas inertes, irmãos, correi.
Se a palavra «liberdade» vos devora o coração, irmãos, correi.

4. Se para quebrar as prisões só contais com vossos braços,
irmãos, correi.
Se para chorar a vida só contais com vossos olhos, irmãos, correi,
Se não tendes senão paz para derrotar o ódio, irmãos, correi.

5. Se estais impacientes para ver o novo dia, irmãos, correi.
E se esperais de Deus que revele a sua glória, irmãos, correi.
E se contais que o Senhor nos dê fé e esperança, irmãos, correi.

6. Se vos sentis humilhados pelos grandes deste mundo, irmãos, correi.
Se vos sentis desprezados por vossos irmãos de sangue, irmãos, correi.
E se, perdidos na noite, já nem sequer tendes fome, irmãos, correi.

7. E se não tendes dinheiro para entrardes no festim,irmãos, correi.
Se vos sentis estrangeiros numa multidão sem rosto,irmãos, correi.
Se perdestes o pastor e as fontes da esperança, irmãos, correi.

Sem áudio disponível