A teus pés



A teus pés

Espiritual negro

1. A teus pés, quando a tarde declina, / fatigados do nosso labor,
Te oferecemos com todos os homens,
o trabalho, o descanso, o amor.

2. Com a noite nos cercam as sombras,
e regressa a avezinha a seu lar;
nós buscamos, Senhor, teu refúgio: / teu amor nosso ninho será.

3. Quando ao fim para Ti nos chamares,
p’ra nos dar a gozar tua paz,
na assembleia de todos os Santos, / nosso gozo perfeito serás.

Sem áudio disponível